Return to site

Alzheimer – Peptídeos macrocíclicos como potenciais inibidores das placas amiloides

· Peptídeos,síntese de peptídeos

As Placas amiloides são depósitos de proteína que desempenham papel crucial no desenvolvimento da doença de Alzheimer e Diabetes tipo 2. Apesar de ainda não existirem estratégias terapêuticas eficazes para prevenir a formação dessas placas no cérebro humano, pesquisadores ao redor do mundo estão estudando diferentes estratégias para alcançar este objetivo.

Recentemente, um grupo de cientistas da Universidade Técnica de Munique (TUM) apresentou uma nova solução que talvez tenha nos aproximado um pouco mais deste objetivo: eles apresentaram uma nova classe de inibidores da formação de amiloide composta por peptídeos macrocíclicos projetados.
 

Nova classe de inibidores amiloides

Neste estudo, a equipe projetou peptídeos macrocíclicos que se apresentaram como potentes inibidores amiloides, estáveis no plasma sanguíneo humano e capazes de superar a barreira hematoencefálica humana, em um modelo in vitro de cultura de células.

"Até o momento, fomos capazes 'apenas' de demonstrar essas propriedades em tubos de ensaio - portanto, mais pesquisas serão necessárias. Mas essas duas propriedades são altamente desejáveis ​​em inibidores de amiloide para o tratamento da doença de Alzheimer", diz a pesquisadora Kapurniotu.

A Universidade Técnica de Munique já solicitou uma patente para os peptídeos macrocíclicos recém desenvolvidos, e outros estudos já estão em andamento para verificar se eles também são eficazes em modelos in vivo.

“Esta nova classe de peptídeos poderia ser uma boa alternativa às abordagens terapêuticas baseadas em anticorpos que vêm sendo estudadas para o tratamento de Alzheimer, uma vez que são fáceis de produzir, têm propriedades promissoras e, devido à sua natureza peptídica, serão significativamente mais baratas que os anticorpos”, explica a Professora Kapurniotu.

Além da promissora aplicação no tratamento do Alzheimer, estes peptídeos macrocíclicos podem servir também para Diabetes tipo 2, como base em medicamentos ou mesmo moldes para o desenvolvimento futuro de novos peptido-miméticos, moléculas menores que mimetizam cadeias peptídicas, direcionadas para a etapa de formação das placas amiloides nestas doenças.

O trabalho foi realizado pela equipe da Dra. Aphrodite Kapurniotu (TUM), em colaboração com as equipes do Dr. Martin Zacharias (TUM), Dr. Gerhard Rammes (TUM) e Dr. Jürgen Bernhagen (Universidade Ludwig Maximilian - LMU), apoiado pela Deutsche Forschungsgemeinschaft (DFG) collaborative research center SFB 1035 e publicado na revista Angewandte Chemie.

Referência:

Anna Spanopoulou, Luzia Heidrich, Hong-Ru Chen, Christina Frost, Dean Hrle, Eleni Malideli, Kathleen Hille, Alexandros Grammatikopoulos, Jürgen Bernhagen, Martin Zacharias, Gerhard Rammes, Aphrodite Kapurniotu. Designed Macrocyclic Peptides as Nanomolar Amyloid Inhibitors Based on Minimal Recognition Elements. Angewandte Chemie International Edition, 2018; DOI: 10.1002/anie.201802979

Fonte:

  1. Technical University of Munich (TUM). "Alzheimer's disease and type 2 diabetes: Hope for inhibitors against amyloid plaques: Designed peptides as potential inhibitors of amyloid plaques." ScienceDaily. ScienceDaily, 7 August 2018. <www.sciencedaily.com/releases/2018/08/180807095108.htm>
All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OK